quarta-feira, 6 de julho de 2016

"Medo" Nao deixe ele te sufocar




Meu caros leitores, hoje recebi um email de uma seguidora do meu blog me contando sua triste historia e ela me autorizou a contar pra voces para que sirva de alerta e de coragem para as mulheres que passam pela mesma situaçao.

Para garantir sua privacidade vamos chama-la de Sandra 

Sandra se apaixonou aos 24 anos e como toda mulher apaixonada não deu atenção devida aos detalhes da personalidade do seu amado que não futuro lhe faria muito mal, já na época de namoro ele bebia bastante e costumava a passar noites na companhia de amigos bebendo e era muito ciumento, mas Sandra achou que era só imaturidade  e que quando casassem isso ia passar, (erro que todos cometemos achando que o outro vai mudar) já na época de namoro o companheiro não a deixava sair com amigas, implicava com suas roupas nem ao menos podia sair com as irmas, o tempo passou e veio o casamento pois Sandra estava gravida e então ela também teve que deixar de trabalhar.
O companheiro de Sandra após o casamento se mostrava cada dia mais ciumento e a cada dia mais bebia, ficava na farra e chegava em casa completamente embriagado, então começaram primeiro os xingamentos,  ele a humilhava e ia dormir, no outro dia acordava como se nada tivesse acontecido e era um homem carinhoso, pedia desculpas e dizia ama-la e não podia ficar sem ela, Sandra por sua vez aceitava as desculpas pois ela o amava com todos os seus defeitos, as brigas foram piorando vieram os filhos ele foi ficando cada vez mais violento até que veio o primeiro tapa no rosto deixando Sandra com hematomas, ela então se escondia da vizinhança e para os familiares contava a velha historia de ter caído e batido o rosto, Sandra cuidou dos filhos os encaminhou mas nunca teve coragem de dar um basta nessa situação que com os anos só foram piorando, ele cada vez mais violento e agora já não era mais só um tapa, eram surras de deixa-la de cama, os filhos cresceram no meio desse turbilhão e claro se revoltaram contra o pai, mas ela sem forças e com medo nunca deixou ele ir embora, hoje Sandra depois de vinte anos sofrendo na mão desse homem, esta cansada, frustrada e em depressão, escolheu contar tudo isso por que não aguenta mais tanta falta de amor, respeito, carinho, atenção só o que ela tem é um diário onde escreve suas tristezas, e assim conhecendo meu blog resolveu me escrever  para desabafar e pedir ajuda e num ato tambem de grandeza pois ela acredita que sua historia sirva para muitas mulheres me autorizou a conta-la pra vocês.

Bom mulheres, não estou aqui para julgar ninguém e sim ouvir suas historias e tentar ajudar, mas nao deixem que o medo a insegurança a falta de estima deixem vocês chegarem nessa situação, sempre há um caminho, sempre há uma esperança, uma saída, violência não é amor, violência não é ciume, violência não pode existir onde se constrói uma família, prestem atenção em quem estão escolhendo para viver uma vida e ser pai de seus filhos, não abram mão de sua profissão, tenha sempre como se sustentar para não ficar nas mãos de alguém só por medo de enfrentara vida ou por não ter aprendido nada, mas sempre ha tempo para aprender,  não acredite que alguém mude só por que casou, isso não acontece. Quero que vocês reflitam sobre essa historia e eu estou aqui para ajuda-los, pelo menos para se uma ouvinte daquilo que as vezes esta tao profundo em nossa alma que não conseguimos confessar nem a nós mesmos. Sempre há tempo para recomeçar acredite.


Me conte sua historia 

suahistoria@outlook.com 

Beijos 
Monica 

E Obrigada Sandra (Nome Fictício) por permitir publicar sua historia.



Postar um comentário